Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

04/12/2015

SENAR se prepara para participar de projeto de agricultura sustentável com recursos internacionais


O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) poderá ser um dos parceiros do Governo do Reino Unido e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) na execução do projeto Rural Sustentável. A iniciativa, que também tem o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) como parceiro, prevê recursos não reembolsáveis da ordem de US$ 40 milhões para a difusão de tecnologias de baixa emissão de carbono em dois biomas brasileiros: Mata Atlântica e Amazônia.

As práticas apoiadas serão integração lavoura, pecuária, floresta; recuperação de áreas degradadas; plantio florestal comercial e manejo sustentável de florestas nativas. O projeto vai contemplar sete Estados – Bahia, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul e Rondônia -, totalizando 70 municípios. A meta do Rural Sustentável será a implementação de 350 unidades demonstrativas (50 por Estado) e 3.360 unidades multiplicadoras (480 por Estado), somando portanto 3.710 agricultores (530 por Estado).

Com a iniciativa, o Governo do Reino Unido pretende contribuir com as metas brasileiras de redução dos gases de efeito estufa, facilitar o acesso dos pequenos e médios produtores rurais ao crédito rural e melhorar as práticas de uso da terra e manejo florestal desses produtores. O projeto também irá promover treinamento de assistência técnica nas quatro tecnologias de baixo carbono incentivadas e a capacitação de produtores rurais através de palestras, dias de campo e visitas técnicas em unidades demonstrativas.

As regras para a participação nos editais foram apresentadas para as Administrações Regionais do SENAR dos respectivos Estados nessa terça-feira (1º/12). A reunião foi liderada pelo secretário executivo da entidade, Daniel Carrara, e pelo coordenador de Assistência Técnica e Gerencial do SENAR, Matheus Ferreira. O prazo da primeira chamada de proposta é dia 29 de dezembro. O objetivo é identificar e classificar até cinco unidades demonstrativas em sete municípios - Alta Floresta (MT), Marabá (PA), Machadinho D'Oeste (RO), Nilo Peçanha (BA), Teófilo Otoni (MG), Francisco Beltrão (PR) e Passo Fundo (RS).

“A proposta está definida pelo Governo do Reino Unido, pelo BID e pelo Mapa. Nós poderemos ser agentes executores, mas para assumir essa responsabilidade precisamos que todas as regionais tenham conhecimento das regras exigidas. Apresentamos a nossa capacidade de estrutura e de execução e estamos dispostos a participar desse projeto”, declara Daniel Carrara.

Segundo o coordenador-geral de diálogo e participação no campo do Mapa, Renato de Oliveira Brito, trata-se de um processo competitivo e outras entidades também irão formular propostas. Na opinião dele, o SENAR tem condições de atender plenamente a todos requisitos definidos e de ser um dos parceiros para a execução do projeto.

“Queremos as melhores instituições nesse processo e o SENAR é uma entidade referência em credibilidade e capilaridade. O nosso diálogo está cada vez mais afinado e esperamos trabalhar juntos nessa iniciativa”, ressalta Brito.

 

Fonte: