Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

15/12/2015

Zona de Exportação em MT terá R$16 milhões para investimentos


Os Conselhos Administrativo e Fiscal da Administradora da Zona de Processamento de Exportação de Cáceres (Azpec) foram restituídos, nesta segunda-feira (14), durante a Assembleia Geral dos acionistas. O encontro não ocorria há dois anos e marcou a retomada dos trabalhos para a construção da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Mato Grosso.
 
Os acionistas aprovaram também a regularização dos mandatos. O secretário de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Seneri Paludo, é o novo presidente do Conselho Administrativo, que passa ainda a ser composto pelo presidente da Federação das Indústrias (Fiemt), Jandir Milan, e por Amarildo Meroti, que ocupava a presidência interinamente.
 
Também foi autorizado pelos acionistas o recebimento de créditos a título de reserva, que no futuro poderá ser usado para aumentar o capital. São R$ 200 mil da prefeitura de Cáceres para custear o projeto complementar executivo. Outros R$ 90 mil serão aportados pela Fiemt para contratar escritório de advocacia para fazer o levantamento do histórico jurídico da Azpec.
 
“A ZPE vai contribuir para o desenvolvimento não apenas da região de Cáceres, mas de todo o Estado. E nosso entendimento, do governo, é que temos que trabalhar para tirarmos do papel esse sonho de quase 30 anos que beneficiará Mato Grosso inteiro”, afirma Paludo, ao destacar as contribuições do deputado estadual Leonardo Albuquerque e do deputado federal Ezequiel Fonseca na retomada do projeto.
 
Segundo o secretário de Assuntos Estratégicos, Gustavo de Oliveira, a localização geográfica traz um diferencial para a ZPE mato-grossense. “Estamos próximos de um potencial mercado consumidor de cerca de 200 milhões de pessoas na América Latina e trabalhar para atender a esse mercado faz parte da agenda do governo. Não vai faltar boa vontade, empenho e determinação para que isso aconteça”.
 
O encaminhamento realizado pela atual administração do Estado, por meio da Sedec, foi fundamental para que Mato Grosso não perdesse a concessão para implantar a ZPE. O prazo venceria neste mês de dezembro, mas por solicitação fundamentada da secretaria, o Ministério da Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior (MIDC) prorrogou para o final de 2016 a data limite para a implantação do primeiro módulo do distrito industrial.
 
O Executivo Estadual já garantiu no orçamento do próximo ano o valor de R$ 16 milhões a serem investidos nessa primeira etapa, que aguarda a entrega dos projetos complementares pela prefeitura de Cáceres para os trâmites da licitação. A previsão é de que o edital seja lançado no primeiro trimestre do próximo ano.
 
Os acionistas também aprovaram a nova composição do Conselho Fiscal, tendo como presidente Nelson Viana e conselheiros Gustavo de Oliveira e João Oliveira Gouveia Neto. Também aprovaram que as assembleias possam ser realizadas em outros locais, além de Cáceres.
 
A área total da ZPE é de 239,68 hectares a serem divididos em cinco módulos. O projeto total está orçado em R$ 60 milhões.

​​
Fonte: