Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

20/01/2016

Mato Grosso teve R$ 408 milhões em investimentos aprovados no Prodeic


Mato Grosso teve R$ 408,7 milhões em investimentos aprovados Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Prodeic) em 2015. Dentre tais investimentos, R$ 30 milhões referem-se à implantação de uma indústria de biodiesel em Sorriso.

 

 

Em 2015, o Conselho de Desenvolvimento Empresarial (Cedem) aprovou oito renovações do benefício do Prodeic, além de quatro enquadramentos e uma inclusão de um novo produto. Os empreendimentos são de segmentos da área de indústria de bebidas, biodiesel, móveis, além de fios, telhas e perfilados de aço.

 

Os projetos passaram por uma análise "criteriosa" de técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), antes de serem aprovados pelo Cedem.

 

Segundo a Sedec, somente com os quatro novos enquadramentos e a inclusão de um produto no Prodeic serão gerados 194 empregos diretos e indiretos. Já as oito renovações do benefício proporcionaram a manutenção de 3.102 postos de trabalho (diretos e indiretos).

 

“É estratégico para Mato Grosso, em um ano de crise, atrair novos investimentos, que gerarão emprego e renda e vão movimentar a economia do Estado”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo, ao salientar que o Governo de Mato Grosso tem conhecimento quanto à importância desse tipo de mecanismo para fomentar o desenvolvimento econômico do estado através da expansão das empresas já instaladas e a atração de novos empreendimentos.

 

Entre as aprovações de 2015, está o enquadramento da empresa Caramuru Alimentos para a produção de biodiesel em Mato Grosso. A empresa, segundo a Sedec, já possui o Prodeic desde 2011 para produzir, em Sorriso, proteína concentrada de soja, óleo e lecitina de soja.

 

A Caramuru Alimentos, um dos principais grupos do Brasil no setor de processamento de grãos, irá investir R$ 30 milhões em uma nova fábrica para a produção de biodiesel em Sorriso, cuja previsão é iniciar a operação em junho de 2016, com uma capacidade para produzir 95,7 mil metros cúbicos de biodiesel ano.

 

Fonte: