Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

05/02/2016

Um campo experimental para a Faculdade de Tecnologia CNA em fazenda poliprodutiva

A partir de agora, os alunos da Faculdade de Tecnologia CNA (FATECNA) têm à disposição um laboratório a céu aberto para a realização de atividades práticas. Trata-se da Fazenda Sanga Puitã, um espaço de mil hectares com o sistema de Integração Lavoura-Pecuária, que hospeda a Escola Superior do Agronegócio Internacional (ESAI), a 60 quilômetros de Brasília, no PAD-DF. No último dia 26, A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e o Instituto CNA firmaram acordo com Sanga Puitã, que prevê uma parceria técnico-científica, educacional e cultural para a realização de atividades práticas, cursos, seminários, pesquisas e treinamentos na área da agricultura, pecuária, biotecnologia de reprodução e do agronegócio em geral.

 
Para iniciar o Programa de Extensão da FATECNA, uma comitiva do Sistema CNA/SENAR visitou a fazenda no último sábado (30/01).  O programa de extensão faz parte do Projeto Pedagógico Institucional que proporciona aos alunos a oportunidade de terem atividades externas para colocar em prática os conhecimentos teóricos adquiridos.
 
O proprietário da Fazenda Sanga Puitã, Wilfrido Augusto Marques, e sua equipe apresentaram as instalações da propriedade e como vai funcionar na prática o convênio. “Não imaginávamos que a fazenda seria útil para a atividade acadêmica. Ficamos lisonjeados porque trabalhamos para que o local seja uma vitrine do agronegócio para o mundo. A união do Sistema CNA/SENAR e a ESAI é um novo momento para a construção da inteligência da agropecuária brasileira”, explica Wilfrido, emocionado.
 
O engenheiro agrônomo e consultor André Sório explicou que a Fazenda Sanga Puitã é uma propriedade poliprodutiva que utiliza alta tecnologia. “Dos mil hectares, 350 hectares são utilizados para agricultura de sequeiro e 280 hectares para agricultura irrigada, 240 hectares para pastagens e 175 hectares de matas preservadas. Além disso, na pecuária trabalhamos com ovinos de corte, vacas de cria e equinos”, explicou André.
 
Os profissionais do Sistema CNA/SENAR conheceram o rebanho de ovinos, os reprodutores de elite da fazenda e o laboratório onde são realizadas a inseminação artificial e transferência de embriões.
 
Na lavoura, eles acompanharam a colheita de soja e o sistema de plantio de milho realizado simultaneamente. Passaram pela represa, que possui 12 hectares de lâmina de água e, em seguida visitaram o galpão de armazenamento das sementes e fábrica compacta de rações, que é capaz de produzir 5 toneladas  de ração por hora. 
 
O diretor geral da FATECNA, Abdon Miranda, representou o secretário executivo do SENAR, Daniel Carrara, e reforçou que esse é um momento singular para a instituição. “Esse acordo é estratégico  para o processo educativo, cultural e científico que articula o ensino e a pesquisa para o desenvolvimento de ações direcionadas ao atendimento das demandas da comunidade”, ressaltou Abdon, enfatizando que o momento é singular para o SENAR.
 
A coordenadora do Programa de Extensão da FATECNA, professora Camila Braga, que também é assessora técnica da Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura da CNA, disse que a nova atividade é motivo de orgulho.  “A fazenda Sanga Puitã será uma grande escola para os alunos da Faculdade de Tecnologia CNA. Os projetos apresentados serão importantes para o desenvolvimento e crescimento profissional dos nossos estudantes”, revela Camila.
 
A professora Maria Aparecida de Assunção, coordenadora de graduação da FATECNA disse que agora o tripé Ensino, Pesquisa e Extensão da instituição começa a tomar forma. “Com essa parceria conseguimos nos adequar às normas do Ministério da Educação para proporcionar aos nossos alunos um espaço permanente para as realizações de visitas técnicas e outros eventos de interesse do setor agropecuário”, avalia positivamente a coordenadora.
 
Ainda participaram do lançamento do Programa de Extensão da FATECNA o professor de introdução à extensão da Faculdade e assessor técnico da Comissão Nacional do Café da CNA, Fernando Rati; o coordenador adjunto da pós-graduação em Gestão Empresarial no Agronegócio/ Turma de Alexânia-Goiás, José Péricles; a professora de custos de produção da Faculdade e assessora técnica do Núcleo Econômico da SUT/CNA, Fernanda Schwants; o professor da disciplina Gestão de Projetos nas turmas de pós-graduação, Alessandro Aveni; a coordenadora da pós-graduação em Gestão de Pessoas no Agronegócio, Dyovanna Depolo de Souza Pin; o professor de Cadeias Produtivas do Agronegócio III, Fabiano Cóser; a coordenadora do programa de educação formal do SENAR, Maria Aparecida; a coordenadora do programa de educação formal do SENAR, Maria Cristina Ferreira; o coordenador administrativo da Fatecna, Plácido; a responsável pelo Escritório de Projetos do SENAR, Maria Cristina Azevedo de Araújo;  o de Assistência Técnica e Gerencial do SENAR, Rubens Gomes de Oliveira.​

Fonte: