Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

23/02/2016

Mato Grosso tem expectativa de colher maior safra de soja da história, diz IMEA

 

O clima em janeiro melhorou ajudando no desenvolvimento da soja e, mais uma vez, Mato Grosso volta a ter expectativa de colher a maior safra de sua história. A nova estimativa de safra manteve a área em 9,2 milhões de hectares, apontando uma melhoria na qualidade das lavouras em todas as regiões do Estado ante última estimativa, informa o IMEA - Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária, no boletim semanal, divulgado ontem no final da tarde. "Espera-se, neste momento, uma produtividade final de 51,6 sc/ha e produção de 28,5 milhões de toneladas em Mato Grosso. A produtividade apesar de vir com 0,3 sc/ha menor que a safra 14/15 deve apresentar produção 419 mil toneladas a mais em 2016. Percebe-se na nova estimativa uma grande heterogeneidade de produtividade entre as regiões como nunca foi visto", apontam os analistas.

"Além disso, o que chamou a atenção na nova estimativa é que, as perdas registradas nas lavouras até o fim de 2015, estão quantificadas na nova estimativa, ou seja, mesmo com expectativa de produção recorde, este volume poderia ser ainda maior em 2016", explicam.

O IMEA considera também que a safra 2015/16 de soja já inicia com grandes variações com relação à qualidade das lavouras nas diferentes regiões de Mato Grosso. A falta de chuva durante a semeadura e a melhora nas condições climáticas a partir de janeiro trouxeram reflexos diferenciados em cada região do Estado. Na nova estimativa, todas as regiões apresentaram melhorias de produtividade, com destaque para as regiões Oeste e Norte que tiveram um incremento de 1,8 sc/ha ante o levantamento anterior. As melhores produtividades são esperadas nas regiões Oeste, Sudeste e Centro-Sul em que espera-se na safra 15/16 as melhores produtividades já registradas nestas regiões. Em contrapartida, Nordeste e Médio Norte, que foram mais "castigadaos"pela falta de chuva até o fim do ano, possui expectativa de menor produtividade por região em Mato Grosso. Com 39% da safra já colhida, a nova estimativa de safra já possui grande parte das produtividades já consolidadas. Mesmo assim, os dados finais devem ocorrer apenas com o fim da colheita.

 

Fonte: