Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

31/03/2016

Alta do dólar valoriza em 80% preço médio da saca de milho em MS

O preço médio da saca de 60 kg do milho está sendo negociado a R$ 40 em Mato Grosso do Sul, valorização de 80% se comparado com o mesmo período do ano passado, quando o grão era comercializado a R$ 21,08. Essa valorização deve-se principalmente a alta do dólar e a escassez do produto no mercado interno. As informações são do informativo da Casa Rural, da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de MS).

Para o analista econômico da instituição, Luiz Gama, com a valorização do dólar, as compras do grão foram intensas. "E isso causou a escassez do produto no mercado interno, e a falta do produto acarreta no aumento do preço", alega.

Segundo Gama, os volumes exportados de Mato Grosso do Sul do grão, foram recordes. "O Estado exportou 170% a mais no primeiro bimestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado e há relatos que indústrias brasileiras estão comprando milho da Argentina e Paraguai, porque aqui está em falta", informa.

O indicador Cepea/Esalq apresentou alta de 60,55% entre março deste ano com igual período do ano passado, a saca está cotada em R$ 49,46, contra R$ 29,09 do período passado.

Considerando uma produção de aproximadamente 9,3 milhões de toneladas para a safra 2016, Mato Grosso do Sul possui 32,26% ou três milhões de toneladas já negociados, esse percentual representa um incremento de nove pontos percentuais em relação a igual período do ano passado.

Soja

A saca de 60 kg de soja está sendo negociada em média a R$ 61,25, alta de 1,87% em relação ao dia 21 de março. Se comparado a março de 2015, a alta acumulada é de 5,22%.

De acordo com o indicador Cepea/Esalq a alta é de 10,48% em março, em comparação com o mesmo período do ano passado. A saca está sendo cotada em R$ 74,43, contra R$ 67,37 em março de 2015.

Conforme Gama, a alta no preço da saca em relação a março do ano passado se dá principalmente pela apreciação da moeda americana que no mesmo período subiu 20%. "O avanço na saca só não foi maior porque o preço do grão no mercado internacional está em média 5% menor que o observado em março do ano passado", informa.

Considerando uma produção de aproximadamente 7,3 milhões de toneladas para a safra 2015/16, Mato Grosso do Sul possui 59,7% ou 4,35 milhões de toneladas já negociados, esse percentual representa um incremento de 19 pontos percentuais em relação a igual período do ano passado.​

Fonte: