Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

18/04/2016

Comentários da semana para a cultura do Milho

De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (SECEX), o Brasil exportou 2,02 milhões de toneladas de milho em março, redução de 62,3%.

No primeiro trimestre do ano o país exportou 11,9 milhões de toneladas de milho, quantidade esta que supera em 138,3% o resultado registrado no período de 2015.

Ao contrário das exportações, pôde-se verificar um aumento nas importações no mês de março, contabilizando um total de 94,3 mil toneladas.

No mercado internacional, de acordo com o USDA, a estimativa da produção norte-americana de milho é de 345,49 milhões de toneladas na campanha agrícola 2015/16.

O órgão reduziu em 620 mil toneladas a estimativa de consumo total do grão em 301,53 milhões de toneladas, isso também devido a redução de 1,27 milhão de toneladas no consumo de milho para uso animal. Já a projeção de exportação norte-americana foi contabilizada em 41,91 milhões de toneladas.

Diante destes números, os estoques finais do cereal nos Estados Unidos devem contabilizar 47,29 milhões de toneladas na safra 2015/16.

Para a Argentina, o USDA elevou em 1,0 milhão de toneladas sua estimativa de produção, contabilizando um total de 28,0 milhões de toneladas.

No caso do Brasil, a produção de milho deve alcançar, segundo o USDA, um total de 84,0 milhões de toneladas, o que permitiria uma exportação de 28,0 milhões de toneladas.

No que se refere aos números globais, o USDA elevou em 2,49 milhões de toneladas sua estimativa para a produção mundial de milho, a qual deve somar 972,13 milhões de toneladas na campanha agrícola 2015/16.

O USDA ainda estima um consumo global de milho de 970,8 milhões de toneladas na safra 2015/16, ou seja, alta de 3,02 milhões de toneladas em relação ao relatório passado.

Com este cenário, os estoques finais foram revisados para 208,91 milhões de toneladas.​

Autor:
Leonardo Sologuren

Fonte: