Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

22/04/2016

Pesquisa na Agricultura é tema de seminário da ABC em Goiânia

A Academia Brasileira de Ciências (ABC) realizou o seminário “Pesquisa na Agricultura: Implicações para a Sustentabilidade e a Segurança Alimentar Global entre os dias 17 e 18 de abril, em Goiânia (GO). Realizado no Castro’s Hotel, o encontro reuniu pesquisadores e técnicos da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) e de outras instituições em torno de discussões sobre os avanços da pesquisa frente aos desafios da produção de alimentos.

O seminário foi organizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapeg), a Universidade Federal de Goiás (UFG) e o Instituto Federal Goiano (IF Goiano). Realizado em comemoração ao Centenário da ABC, o evento foi uma prévia da conferência magna a ser realizada entre os dias 4 e 6 de maio, no Rio de Janeiro.

Vice-presidente da regional Minas e Centro-Oeste da ABC, Mauro Teixeira considerou que, apesar dos 100 anos da Academia, a ciência brasileira ainda é muito jovem e tem muitos caminhos a percorrer. “A ciência transforma, democratiza e acompanha o desenvolvimento humano. Ela está muito mais presente na vida das pessoas do que elas podem perceber”, avaliou Teixeira durante a abertura do seminário.

A primeira palestra do evento foi ministrada pelo assessor da presidência da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Eliseu Roberto Alves sobre o tema “Ciência e Tecnologia para a Agricultura Sustentável”. Ex-presidente da Embrapa, o palestrante destacou que o primeiro problema da pesquisa na agricultura deve ser apresentar soluções diretas ao produtor.

Eliseu Alves ponderou ainda, assim como outros setores ligados à agropecuária, a pesquisa recebe interferência direta do que chamou de “imperfeições rurais”, que fazem com que a agricultura esteja evoluindo de maneira proporcional à emigração do campo. Para reverter esse caminho, o palestrante apontou: “A extensão rural é a principal vitória diante das imperfeições rurais. A terra não é responsável pela concentração da produção no Brasil, mas sim a distribuição da tecnologia”, avaliou.

Para o presidente da Emater, Pedro Arraes, o momento é extremamente pertinente para a ABC discutir as ciências do campo para o fortalecimento da pesquisa nas áreas agrárias, que tem sido o sustentáculo da economia nacional. “Nesse período de crise, é fundamental que os governos preservem os fundos das instituições de pesquisa, para o fortalecimento dessas entidades”, pontuou ainda o presidente.

Arraes considerou ainda que, em 100 anos de ABC, a ciência brasileira já evolui consideravelmente, e que, para continuar avançando é preciso não perder de vista o objetivo principal de “solucionar efetivamente os problemas das pessoas”. Para o presidente da Emater, a pesquisa agropecuária possui ainda o objetivo específico de diminuir custos das atividades e apresentar alternativas sustentáveis de produção.​

Fonte: