Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

09/05/2016

Comentários da semana para a cultura do Milho

De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (SECEX), o Brasil exportou 367,6 mil toneladas de milho em abril. Este volume foi 81,8% inferior em relação ao volume exportado no mês anterior a este analisado, porém representou alta de 130,8% frente ao volume exportado no mesmo período do ano passado.

Nos quatro primeiros meses do ano o país exportou 12,2 milhões de toneladas de milho, quantidade esta que supera em 138,1% o resultado registrado no mesmo período de 2015.

Com o leve recuo do dólar, pôde-se verificar um aumento nas importações no mês de abril. O Brasil adquiriu do mercado externo um volume de 105,9 mil toneladas de milho no mês analisado ante 94,3 mil toneladas importadas em março, além de alta de mais de 800% sobre o mesmo período de 2015.

No mercado internacional, o plantio da nova safra de milho 2016/17 nos Estados Unidos segue dentro da normalidade, com previsão de clima firme sobre as lavouras do Meio-Oeste dos Estados Unidos, favorecendo o plantio da nova safra e, consequentemente, puxando os preços para baixo na Bolsa de Chicago.

De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), o plantio norte-americano de milho alcançou, até o 1º de maio, 45,0% da área estimada a ser semeada. Este índice representa estabilidade sobre a safra passada, porém avanço de 15 pontos percentuais sobre a média histórica dos últimos 5 anos, conforme pode ser observado no quadro abaixo.

O que também ajudou a puxar os preços para baixo na CBOT foi a queda nas exportações semanais dos Estados Unidos.

As exportações norte-americanas de milho apresentaram queda de 64,4% na semana encerrada em 28 de abril. Os compromissos de exportação de milho por parte dos Estados Unidos totalizaram 769,3 mil toneladas.​

Autor:
Leonardo Sologuren

Fonte: