Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

10/05/2016

Preços futuros da soja estimulam venda antecipada

​Com cotações acima de US$ 10 por bushel, 8% da safra que ainda nem foi plantada já foi comercializada, afirma consultoria. No Centro-Oeste, índice chega a 12%.

Os preços futuros da soja acima de US$ 10 o bushel na Bolsa de Chicago estimularam a venda antecipada da oleaginosa e 8% da produção esperada para o ciclo 2016/2017 já foi negociada, segundo a consultoria AgRural. Em março, o porcentual não passava de 2%. Também há avanço na comparação com abril do ano passado, quando 4% da produção tinha sido comercializada. O plantio da soja na temporada começa em setembro no Brasil.

"O mercado disponível também foi agitado em abril, o que fez a comercialização da safra atual passar de 60% para 69% em um mês, ante 61% um ano atrás", informou a consultoria em relatório divulgado nesta sexta-feira, dia 6.

Regiões

Considerada apenas a região Centro-Oeste, as vendas chegam a 12% da produção estimada para o novo ciclo e a 79% da atual safra 2015/2016. Os preços remuneradores explicam o interesse. De acordo com a AgRural, em Sorriso (MT) o preço médio em dólar para fevereiro de 2017 é de US$ 16,80, 9% mais que o indicado em março.

"Em Campo Verde, a saca para fev/17 com pagamento em mar/17 saiu por R$ 71,00. No spot [para entrega imediata], essa praça teve negócios a R$ 70. Em Rio Verde (GO), a saca chegou a rodar por R$ 72para fev/17 com pagamento em mar/17 e por R$ 70no disponível", afirmou a consultoria.

Já na região Sul, onde produtores são mais conservadores em relação à venda futura, os negócios com soja 2016/2017 equivalem a 5% daolheita projetada. Da safra 2015/2016, 48% foi comercializada nos três estados. Segundo a AgRural, em Cornélio Procópio (PR), a saca para fevereiro ou março de 2017 e pagamento em abril/17 saiu por R$ 80. No interior do Rio Grande do Sul, a soja spot chegou a rodar por R$ 76.

No Norte/Nordeste, ainda conforme a consultoria, as vendas também começaram antes devido à dificuldade de crédito para custeio. 4% da safra 2016/2017 estava negociada no fim de abril. "No oeste da Bahia, a saca para abril/17 com pagamento em maio/17 saiu por até R$ 76." Já em relação à atual safra, as vendas atingem 93%.

Produção 2015/2016

A AgRural revisou para baixo sua estimativa para a safra brasileira de soja 2015/2016, devido ao clima seco em regiões produtoras do Matopiba e de Mato Grosso. A expectativa agora é de uma colheita de 96,7 milhões de toneladas, ante 97,6 milhões de toneladas esperadas em abril. O volume é 0,5% superior ao produzido na safra 2014/15, "apesar da área 2,9% maior", destaca a consultoria.​​

Fonte: