Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

16/05/2016

Exportações recordes fazem preço da soja disparar no Brasil

​Segundo dados da Abiove, pela primeira vez na história o país exportou mais de 10 milhões de toneladas do grão em um mês, forçando alta de preços no mercado interno. As exportações da soja em grão estão aquecidas desde o começo de 2016. Segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), em todos os meses do ano houve incremento de 60% no volume embarcado, em relação ao mesmo período do ano passado.

Com a commodity brasileira mais barata no mercado internacional, a tendência é que as vendas para o exterior continuem. Isso também influencia o preço no mercado interno. A consultoria Safras & Mercado apontou preços no patamar de R$ 80 a saca nas principais praças brasileira, valor considerado bom pelo analista Luiz Fernando Guitierrez.

Para o diretor-executivo da Abiove, Fábio Trigueirinho, não vai faltar soja para abastecer a indústria brasileira. Mas ela sairá mais cara e, em consequência, os custos serão repassados para todos os elos da cadeia, inclusive os consumidores.

“Nós temos uma competição muito grande com a China, o que influencia no abastecimento, mas não tem risco de faltar. O que nós vamos ter é um aquecimento de preços até o segundo semestre e isso será repassado”, avalia Trigueirinho.

Outro ponto que favoreceu as exportações de soja, na avaliação do dirigente é que a logística este ano funcionou muito bem, com os portos operando normalmente e a entrada do Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram), que ajudou no escoamento da safra. “Nós tivemos uma logística muito boa, o que permitiu recordes de embarque. Nós nunca exportamos 10 milhões de toneladas em um mês”, conclui.​

Autor:
Ricardy Pogee

Fonte: