Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

31/05/2016

Produtor diversifica e produz leite no Jaíba

Diversificar a produção de sua fazenda, economizar, aproveitar melhor os espaços da propriedade e conquistar novos mercados: estes foram os objetivos do produtor rural Fabrício Melo ao investir na pecuária leiteira, dentro do maior projeto de fruticultura irrigada da América Latina, o Projeto Jaíba.

No ramo desde 1997, quando chegou ao projeto em Mocambinho, vindo de Matutina, no Vale do Paranaíba, para plantar banana, o produtor já tinha diversificado a produção, mas dentro do mesmo ramo. Abandonou as lavouras de banana e investiu em outras frutas. Atualmente, Fabrício trabalha no plantio de limão, manga, laranja, mamão e abóbora. A pecuária é uma alternativa para o agricultor, que buscava uma produção mais sustentável.

Quando iniciou na atividade leiteira, Fabrício produzia 200 litros de leite/dia. Passados três anos, atualmente ele produz 2.500 litros/dia. O gado meio sangue holandês é criado em confinamento, sendo 400 rezes, com 135 vacas em lactação. Toda a produção de leite já tem destino certo, comercializada com empresas em Montes Claros.

O produtor usa a área ao lado do confinamento para o plantio de capim, que serve de pasto para o rebanho. E todo o esterco produzido no confinamento é usado de adubo na lavoura de abóbora e pomares. A ideia é reduzir gastos com insumos e ajudar na preservação do meio ambiente.

Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Jaíba e Matias Cardoso, Dalton Franco Filho, esta diversificação de produção no projeto de irrigação é muito boa, pois os produtores têm novas alternativas de produção, podendo o município se tornar também referência em outras cadeias produtivas.

Parceria com o SENAR

Segundo Fabrício Melo, nestes quase 20 anos de produção no projeto, um dos seus grandes parceiros foi e continua sendo o SENAR Minas, pois se não fossem os treinamentos e as capacitações proporcionados aos seus funcionários e trabalhadores de um modo geral, a história não só dele, mas dos produtores do projeto em sua maioria, seria outra. Para ele, o Senar é um divisor de águas, pois proporcionou uma mudança significativa na mão de obra disponível na região.

Fonte: