Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

24/10/2016

Cobertura de solo eleva produtividade da soja em 20%

Entre os benefícios do consórcio com braquiária estão também a retenção da umidade do solo e a redução de incidência de plantas daninhas.

A cobertura de solo é a melhor forma para o produtor garantir a produtividade da lavoura de soja. Estudos da Embrapa mostram que, além deste importante ganho, existem ainda mais benefícios ao agricultor.

A agricultura moderna passa por um processo de intensa maximização de uso do solo, de insumos e de conhecimentos tecnológicos, visando ao aumento de rentabilidade e consequentemente, de competitividade, em bases sustentáveis. O consórcio milho-braquiária é uma tecnologia onde se cultivam as duas espécies juntas, tendo como objetivo a produção de grãos e palha de milho e palha ou pasto de braquiária, com inegáveis benefícios para a sustentabilidade da produção.

Cerca de 40% dos agricultores de Mato Grosso do Sul já usam a braquiária para cobrir o solo, segundo o pesquisador da Embrapa agropecuária Oeste (MS) Gessi Ceccon. Ele conta que uma pesquisa, que já dura pelo menos 12 anos, a respeito do uso da braquiária consorciada ao milho, demonstrou a eficiência da prática na retenção de líquidos pelo solo e também reduz a incidência de plantas daninhas. “Em sistema de consórcio com o milho safrinha, a forrageira cobre a área que será ocupada pelas culturas de verão”, conta Ceccon. “Isto eleva a proteção do solo e a produtividade.”

Estudos realizados pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC), que este manejo pode elevar a produtividade da soja cultivada em sucessão e cultivo do milho safrinha em até 20%.

Uma novidade na pesquisa da Embrapa é que hoje é possível reduzir o tempo de dessecação da braquiária e a introdução da soja. Isso gera ainda mais ganhos para o solo, que mantém sua umidade e amplia ainda mais a produtividade. “Quanto maior o tempo que deixamos a braquiária no campo, maiores serão os benefícios. Então quanto menor o tempo entre a dessecação da braquiária e o plantio da soja melhor”, garante Ceccon.

Segundo a pesquisa da Embrapa demonstrou que após dessecar a braquiária é possível plantar a soja até dois dias. “Isto quando temos animais para pastar antes da dessecação. Quando não há, é preciso esperar um pouco mais”, reitera.

Fonte: