Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

01/11/2016

Quase todos os estados iniciaram o plantio da soja 2016/2017

O plantio da soja no Brasil na temporada 2016/2017 segue bastante acelerado adiantado ante a média histórica. Na semana encerrada em 28 de outubro, a semeadura da oleaginosa chegou a 38,4% no país, ou seja, 13 milhões de hectares fora plantados, dos 34,1 milhões de hectares estimados para o ano, segundo levantamento da consultoria Safras & Mercado.

A média histórica brasileira para o período é de 32,5%. No ano passado, no mesmo período o Brasil semeou 27,5% da área total.

Nesta semana o Mato Grosso ultrapassou o Paraná no plantio e chegou a um total de 68% dos 9,3 milhões de hectares previstos para 2016/2017. Historicamente o estado planta, até 28 de outubro, 49,4%. No ano passado, a média para o período foi de 38%.

O Paraná vem logo atrás com 59% da área total estimada de 5,4 milhões de hectares. Na média histórica os paranaenses cultivam 54,6%, e no ano passado plantou 65%.

No Mato Grosso do Sul o plantio da safra 2016/2017 chegou a 46%, da área de 2,5 milhões de hectares, ante os 52,4% da média histórica e os 54% do ano passado.

Em Goiás, o plantio chegou a 34% dos 3,3 milhões de hectares estimados para a safra. A média histórica do estado, para o período, é de 28,2% e no ano passado foi de 28%.

Santa Catarina, que semeou 27% da área de 639 mil hectares, acelerou o passo diante da média histórica de 22,4% e também frente aos 23% do ano passado.

Minas Gerais chegou até o momento com uma área plantada de 25%, dos 1,4 milhão de hectares estimados, ante os 16,8% da média histórica.

O Rio Grande do Sul é o estado mais atrasado, com um plantio de apenas 5% da área total de 5,4 milhões de hectares. O ritmo de plantio está praticamente igual se comparado aos 5,1% da média histórica.

Quem iniciou a safra nesta semana foi o estado de São Paulo, que plantou 7% dos hectares estimados para esta safra. Na média histórica os paulistas cultivam no período 21%.

Autor:
Daniel Popov

Fonte: