Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

25/10/2013

Hidrovia que pode escoar parte da produção de MT terá R$ 134 milhões em investimentos

A hidrovia Tietê-Paraná receberá R$ 134 milhões em investimentos. A verba será aplicada em melhorias na infraestrutura nesta que é uma das mais importantes vias de navegação do país, porque viabiliza o escoamento da produção de alguns dos estados com maior produção de grãos do Brasil, como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Goiás Tocantins e Minas Gerais.

O repasse dos recursos foi viabilizado com a assinatura de cinco termos de compromisso, que ocorreu, ontem, em Brasília. Os acordos foram firmados pelo governo federal e pelo governo de São Paulo, que administra 800 dos cerca de 2,4 mil quilômetros de extensão da hidrovia.

O valor faz parte de um montante de R$ 1,5 bilhão, previsto em protocolo de intenções assinado entre a União e o estado em 2011. Do total, R$ 900 mi serão encaminhados por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2) e R$ 600 mi serão financiados pelo governo paulista.

Os investimentos devem aumentar a capacidade de transporte de carga para 11,5 milhões de toneladas por ano, quase o dobro do que hoje passa pelo pela via, que são seis milhões de toneladas. As obras devem eliminar gargalos com a ampliação do Canal do Anhembi e do vão da ponte ferroviária Ayrosa Galvão; execução das obras de dragagens para desassoreamento do canal de navegação, no reservatório de Barra Bonita; execução das obras do atracadouro de espera da eclusa de Bariri; proteção de pilar na ponte SP-595 e dragagem do Canal sob a ponte SP-425.

De acordo com o protocolo assinado em 2011, ainda estão previstas, para São Paulo, a construção da barragens, eclusas e projetos de engenharia que ampliem a extensão navegável em 55 km até o distrito de Artemis, em Piracicaba, e em mais 200 quilômetros entre Anhembi e Salto.
 
Fonte: