Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

29/11/2016

Com PIB de R$ 101,2 bi em 2014, Mato Grosso atinge a maior taxa de crescimento do país

Mato Grosso encerrou 2014 com um PIB de R$ 101,235 bilhões. O montante é 105,6% superior ao verificado em 2002, de acordo com as Contas Regionais 2014 divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa de crescimento mato-grossense é uma das maiores verificadas entre 2002 e 2014, juntamente com Tocantins (113%), Piauí (86,4%), Amapá (86,3%) e Rondônia (85,2%). O volume registrado por Mato Grosso equivale a 1,8% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil de R$ 5,78 trilhões em 2014.

Em 2002 Mato Grosso tinha uma participação de 1,3% no PIB nacional e ocupava o 19º lugar. Conforme o IBGE, o crescimento registrado entre 2002 e 2014 possibilitou ao Estado uma participação de 1,8% e o 14º lugar.

As Contas Regionais referentes a 2014, apresentadas pelo IBGE, revelam um PIB Per Capita de R$ 31.396,81 para Mato Grosso. Ao se comparar com 2002 há um incremento de 332,1% ante os R$ 7.265,37 verificados na época. A média nacional é de um PIB Per Capita de R$ 28.500,24. Entre as 27 unidades da federação, o líder continua sendo o Distrito Federal (R$ 69.216,80), seguido por São Paulo (R$ 42.197,87) e Rio de Janeiro (R$ 40.767,26).

Remuneração dos empregados

Em 2014, sob a ótica da renda, a remuneração do trabalho foi responsável por 43,5% do PIB do país, enquanto no PIB regional o Centro-Oeste registrou 45,1%.

Mato Grosso tem a menor percentual do Centro-Oeste com a remuneração dos empregados representando 38% do PIB. No Mato Grosso do Sul é 39,2%, em Goiás 40,4% e no Distrito Federal 55,1%.

Autor:
Viviane Petroli

Fonte: