Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

22/03/2017

Comissão de Defesa Agrícola define prioridades para 2017

A comissão de Defesa Agrícola da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) definiu suas prioridades para 2017, durante a primeira reunião do ano, realizada na última quarta-feira (15), em Cuiabá.

Uma das ações que terá continuidade até 2019 é a parceria firmada entre a Aprosoja e a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) para segurança no campo. No início de fevereiro, as duas instituições assinaram termo de cooperação técnica e definiram um calendário de atividades para diminuir a insegurança na área rural.

“Além da elaboração de dicas de segurança voltadas para nossos produtores rurais, que já estão no nosso site, os próximos passos dessa parceria serão a implementação da rastreabilidade nas propriedades rurais e a realização de workshops no interior”, explica a coordenadora da Comissão de Defesa Agrícola, Roseli Giachini.

Outra ação da comissão é o projeto Clima Campo, que tem como foco principal encaminhar aos associados a previsão climática semanal e previsões mais detalhadas de 15 em 15 dias e de 90 em 90 dias. O próximo passo do projeto, aprovado pelos membros da Comissão, é a implantação de rede de estações meteorológicas próprias da Aprosoja.

Também foram apresentados durante a reunião eventos realizados neste ano pela Defesa Agrícola. O primeiro deles, no dia 17 de fevereiro, foi o dia de campo no Centro de Aprendizagem e Difusão (CAD), em Campo Novo do Parecis, fruto da parceria com a Fundação MT. De acordo com dados levantados durante o evento, 94% dos participantes acharam o evento “excelente” e 6% “bom”. Quanto aos experimentos apresentados, 87% consideraram “excelentes” e 13% “bons”.

O segundo evento, também realizado no CAD Parecis, foi a visita dirigida com foco na ferrugem asiática, no dia 6 de março. O foco foi a avaliação de diferentes tratamentos, produtos e ingredientes ativos para o controle da ferrugem.

A comissão também apresentou resultados de três rodadas técnicas realizadas entre o fim de 2016 e janeiro deste ano: a de pós-plantio, em novembro e dezembro; a de Manejo Integrado de Pragas (MIP) e Manejo Integrado de Doenças (MID). Ainda para este primeiro semestre foram previstas mais três rodadas, uma focada no milho e mais duas no vazio sanitário.

Outra informação relevante da comissão é sobre a prorrogação do estado de emergência pela helicoverpa armígera, que vai até 15 de janeiro de 2018.

Também foi informado aos membros sobre a decisão favorável à Aprosoja e Ampa, que derrubou o decreto estadual número 2.283/2009, sobre aplicação de defensivos a uma distância mínima de até 300 metros. Dessa forma, volta a valer o decreto estadual 1.651/2013, que autoriza uma distância mínima de 90 metros.​

Fonte: