Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

04/11/2013

AgRural reduz projeção de área e safra de soja em 2013/14

A área com soja em 2013/14 no Brasil é prevista em 29,329 milhões de hectares, pequena revisão para baixo da projeção anterior de 29,425 milhões de hectares, mas o número ainda é recorde, apontou a consultoria AgRural.

A semeadura estimada é 5,8 por cento maior se comparada à área cultivada no ciclo anterior.

"A pequena redução deve-se a ajustes de área no Paraná e no Nordeste e não configura, por ora, nenhuma tendência de safra menor que a inicialmente esperada."

A projeção para a produção na safra 2013/14 é de 88,701 milhões de toneladas, contra 88,955 milhões de toneladas da estimativa anterior, disse a consultoria, acrescentando que as previsões tanto para área como produção são recordes.

O plantio da safra já atingiu quase metade desta área prevista, com 48 por cento da área cultivada até a última sexta-feira, oito pontos percentuais maior se comparado a igual período do ano passado, segundo o acompanhamento da consultoria.

"Apesar do começo lento devido à irregularidade das chuvas no Centro-Oeste, o plantio da safra brasileira 2013/14 de soja ganhou ritmo ao longo de outubro, à medida que as precipitações foram se normalizando", disse a consultoria.

O cultivo também está acima da média dos últimos cinco anos de 44 por cento.

Em Mato Grosso, maior produtor nacional da oleaginosa, a semeadura já atingiu 72 por cento da área prevista no Estado, contra 53 por cento da semana anterior e 60 por cento de igual período um ano atrás.

"Como as chuvas chegaram antes do normal à região, os produtores adiantaram a semeadura, mas agora há focos de seca devido à redução das precipitações", disse a consultoria, observando que o cenário requer atenção.

No Paraná, segundo no ranking, o cultivo saltou para 63 por cento, ante os 50 por cento registrados até a semana anterior. No mesmo período do ano passado, haviam sido cultivados no estado 58 por cento da área.
Fonte: