Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

18/11/2013

Receita cresceu 18% em MT

De janeiro a outubro deste ano, as exportações mato-grossenses acumulam receita de US$ 13,79 bilhões, cifras que superam em 18% os pouco mais de US$ 11,66 bilhões consolidados no mesmo período do ano passado. O vigor que vem sendo mantido na comparação anual segue, mesmo com a receita de outubro fechando com o menor faturamento mensal de 2013: US$ 1,01 bilhão.
 
O total faturado nos dez primeiros meses deste ano equivale a quase tudo que foi registrado nos doze meses de 2012, quando as vendas externas geraram faturamento de US$ 13,86 bilhões.
 
Conforme dados divulgados ontem pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) e analisados pela secretaria de Estado de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme), o complexo soja segue sustentando mais de 50% dos negócios, seguido do milho, cuja participação no faturamento é de quase 20%. As commodities movimentaram nos dez primeiros meses do ano US$ 9,14 bilhões dos mais de US$ 13,79 bilhões contabilizados até o momento.
 
No histórico de 2013, a maior receita mensal foi registrada em abril, quando os embarques somaram US$ 1,91 bilhão, refletindo o final da colheita da soja no Estado e os cumprimentos dos contratos de venda do grão. Já o mês de menor receita foi outubro, que inclusive na comparação anual, contra outubro de 2012, se mostra inferior. No ano passado as exportações somaram mais de US$ 1,27 bilhão. A queda reflete o ritmo mais lento das vendas de soja e milho, que além de concorrem neste momento com nova safra dos Estados Unidos, estão diante de cotações consideradas baixas e pouco remuneradoras.
 
MAIS NÚMEROS - Em relação aos outros Estados do Centro-Oeste, Mato Grosso segue liderando o ranking da região e ainda conseguiu ampliar em dois pontos percentuais (p.p.) a sua participação no saldo da região que passou de 54% para 56% do faturamento. Completam o ranking, Goiás com participação de 24%, seguido de Mato Grosso do Sul (19%) e Distrito Federal (1%).
 
Entre os maiores exportadores do país, o Estado mantém a 6ª posição e registra participação de 6,88% no bolo nacional.
 
Entre os principais destinos da pauta estadual a China segue como o maior parceiro comercial. O país asiático responde por 35,85% de toda a receita contabilizada pela pauta estadual de janeiro a outubro e contabiliza compras de US$ 4,94 bilhões, cifras 19,09% maiores que o contabilizado em igual acumulado de 2012. Em seguida estão Países Baixos (Holanda) com negócios de US$ 1,35 bilhão, participação de 9,8% e expansão anual de quase 40%, Coreia do Sul, US$ 630,38 milhões, Japão, US$ 615,39 e Venezuela, US$ 501,50 milhões. 
 
 
Autor:
Marianna Peres

Fonte: