Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

28/11/2013

Governo decreta emergência fitossanitária em Goiás e Minas Gerais devido à Helicoverpa

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) decretou, através da portaria nº 1.166, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta, dia 27, estado de emergência fitossanitária devido ao surto da praga Helicoverpa armigera nos Estados de Goiás e Minas Gerais. O prazo de vigência da medida é de um ano, período em que os produtores devem implementar o plano de supressão da lagarta e adotar medidas emergenciais. Oeste da Bahia e Mato Grosso também estão em estado de emergência.
 
Leia a publicação no Diário Oficial

No dia 7 de novembro, o Mapa autorizou a importação de defensivos que tenham como ingrediente ativo a substância benzoato de emamectina e estabeleceu um plano de manejo para a supressão da praga. Os produtores que solicitaram o agroquímico devem recebê-lo nas próximas duas semanas. O plano de manejo foi elaborado pela Embrapa, que determinou aos produtores o uso de cultivares que restrinjam ou eliminem as populações da lagarta, épocas de plantio e restrição de cultivos subsequentes, vazio sanitário, uso armadilhas, controle biológico e químico, adoção do Manejo Integrado de Pragas (MIP), rotação de culturas, entre outras medidas.

A Helicoverpa armigera se alastra pelas lavouras brasileiras de soja, milho, algodão e hortifruti desde 2012 e, no Oeste da Bahia, por exemplo, já provocou prejuízos de mais de R$ 2 bilhões em menos de um ano. Além de ser nova no país, a lagarta é polífoga, possui alto poder de destruição e é resistente a diversos inseticidas.
Fonte: