Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

03/12/2013

MT: Leste ‘segura’ plantio

Terceira maior região em concentração de área no Estado, nordeste/leste cultiva sementes de ciclo mais tardio

Pelo visto a semeadura da safra 2013/14 de soja, em Mato Grosso, deve se alongar neste ano. Ao invés das onze semanas do ciclo anterior, os trabalhos se estenderam para este início de mês. Na região nordeste/leste, o plantio segue e segura o fim dos trabalhos no Estado. No ano passado, por exemplo, a área prevista havia sido totalmente cultivada até o dia 30 de novembro. Essa porção estadual é a terceira maior em concentração de área, cerca de 1,2 milhão de hectares, atrás do médio norte e do sudeste.

Conforme levantamento divulgado pela AgRural na última sexta-feira (29), a porção leste segura o fim dos trabalhos por ter janela de plantio – período mais adequado ao pleno desenvolvimento de uma cultura - mais tardia. Com isso, a semeadura do Estado atingiu 99% da área, ante 98% um ano atrás. A atual área está estimada pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), em 8,30 milhões de hectares, cerca de 4,8% acima do que foi efetivamente plantado na safra passada.

Como destaca a AgRural, as chuvas no final de semana elevaram as reservas hídricas do solo nos locais onde havia maior necessidade de água. Com 93% da área semeada até o dia 29, o leste deve encerrar o plantio na primeira semana de dezembro. No oeste, as chuvas desta semana tiveram bom volume e cobertura. Em Sapezal, 40% da área está em floração e 8% em granação. Apesar da presença da Helicoverpa, a perspectiva não é de grandes perdas de produtividade. O custo de produção, porém, será impactado pelas aplicações extras de inseticidas.

No sul do Estado, as chuvas vêm sendo suficientes para manter boa umidade no solo, ainda que não estejam abundantes. Em Campo Verde, áreas que serão plantadas com algodão já estão em formação de grãos. Como a previsão indica boas chuvas para a primeira semana de dezembro, a expectativa é de produtividade alta. No norte, por fim, as lavouras estão em pleno florescimento e as chuvas contribuem para que o potencial da safra continue alto. Em Sorriso, as primeiras áreas estão com vagens formadas e a disponibilidade hídrica do solo é alta. “Resta saber se as chuvas irão atrapalhar a colheita dessas áreas, que acontece já em janeiro”, alertam os analistas da AgRural. Em Sinop, 40% das lavouras já floresceram e boa parte dessas áreas serão plantadas novamente com soja safrinha, tomando o lugar do milho.

BRASIL - O plantio da safra 2013/14 de soja atingiu no país 89% da área prevista, com avanço de dez pontos percentuais em uma semana e vantagem de quatro pontos na comparação com os 85% de um ano atrás. Com chuvas generosas no Nordeste, o plantio deu um grande salto na região, deixando para trás o atraso anual registrado até a semana passada. O plantio também avançou em ritmo acelerado no Rio Grande do Sul. Com bom regime de chuvas em praticamente todo o país e a lagarta Helicoverpa armigera sob controle, o potencial é de grande safra. Em sua revisão mensal de estimativa, a AgRural manteve a área projetada em 29,3 milhões de hectares, com aumento anual de 6%, mas fez pequenos ajustes para cima na produtividade. Por isso, a produção agora é calculada em 89,4 milhões de toneladas (+10%), contra os 88,7 milhões estimados no final de outubro. “Para a confirmação de grande safra, contudo, é fundamental que o clima se comporte bem em dezembro e janeiro”.

Mato Grosso do Sul, é o único estado do país, onde toda a área de soja está plantada desde meados de novembro, parte da safra já vai entrando em granação e outra em “canivetinho”.
 
Autor:
Marianna Peres

Fonte: