Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In

Pioneer Responde

A redução do espaçamento pode aumentar a incidência de acamamento e quebramento?

Para uma dada população, à medida que o espaçamento entrelinhas é reduzido, há um aumento da distância entre as plantas dentro da linha. Esse melhor arranjamento espacial favorece um melhor aproveitamento de água, luz e nutrientes pelas plantas. Isso faz com que os colmos fiquem mais espessos, acumulem mais reservas nutritivas temporárias e tornem-se até mais resistentes e tolerantes à entrada e ao desenvolvimento de patógenos. Entretanto, quando ocorre, deve-se respeitar os limites de população de cada híbrido para que se diminuam os riscos de acamamento e quebramento, especialmente em áreas que possuam histórico de doenças de colmo. Além disso, na ocorrência de acamamento, pode haver um efeito ilusório que a matemática explica. Se ocorrer o acamamento de aumento da população de plantas juntamente com a redução de espaçamento 10% numa população de 50.000 plantas/ha, isso significa 5.000 plantas acamadas por hectare. Agora, se forem 10% numa população de 75.000 plantas/ha, serão 7.500 plantas acamadas por hectare. Visualmente, 7.500 plantas acamadas aparecem bem mais do que 5.000 plantas, explicando-se assim a impressão de maior acamamento em espaçamentos reduzidos com altas populações.