Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Navegar para Cima
Logon
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Blog / ViewPost

Manejo de solo arenoso com aporte de matéria orgânica

14
out
2019
Manejo, Solo, Milho, Soja

A demanda crescente por alimento em todo o mundo nos últimos anos, e as dificuldades de aberturas de novas áreas, contribuíram para que fossem utilizadas áreas marginais para o cultivo agrícola.

A Savana Tropical brasileira ou, Cerrado, é o segundo maior bioma da América do Sul, com notada biodiversidade. Ainda sim, este bioma é carente de estudos, ao que diz respeito à dinâmica da matéria orgânica, e está sofrendo intensas mudanças com o uso inadequado do seu solo. Tanto na agricultura quanto na pecuária, este bioma é um dos 17 ecossistemas mais degradados do planeta.

O Cerrado brasileiro é ocupado por 30 milhões de hectares de Neossolos Quartzarênicos, o que totaliza 15% do Cerrado. No Brasil os solos sob Cerrado nativo, na sua maioria, apresentam condições físicas favoráveis à agricultura, com isso, tem se percebido cada vez mais a exploração com culturas anuais e pastagens. Essa mudança altera drasticamente os atributos do solo, tanto químicos, quanto físicos e microbiológicos.

Desta forma, a utilização de sistemas de cultivo, que possam revolver o mínimo possível do perfil de solo, permite que a terra garanta uma estrutura adequada para proporcionar maior armazenamento de umidade e aeração em equilíbrio dinâmico.

Estas são condições essenciais de manutenção da sustentabilidade microbiana no solo, e que podem ser potencializadas quando existe o aumento da matéria orgânica, sendo possível alcançar resultados promissores com o sistema de plantio direto (SPD).

Limitações para o cultivo

Os solos com baixo teor de argila (imagens 1 e 2) apresentam restrições para o cultivo. Em geral, possuem baixa fertilidade natural e presença altíssima de alumínio (AL) em forma tóxica. Além disso, apresentam um baixo teor de matéria orgânica (MO), que é a principal responsável pela maior parte da capacidade de troca de cátions (CTC). Consequentemente, solos com baixo teor de argila e pouca matéria orgânica apresentam baixa capacidade de retenção de água também.


Imagem 1. Solo com baixo teor de argila. Foto: Hugo Leonardo Marques de Oliveira


Imagem 2. Solo com baixo teor de argila. Foto: Hugo Leonardo Marques de Oliveira

Plantio Direto

Com a adoção do plantio direto (imagens 3 e 4), nos empenhamos em buscar a manutenção e melhoria das características físicas e químicas do solo. Portanto, saímos de um método altamente destrutivo e degradativo do solo e da matéria orgânica, para práticas que minimizam estes efeitos e, em alguns casos, possibilitam até mesmo ganhos de MO.


Imagem 3. Plantio direto. Foto: Mauricio Celano.


Imagem 4. Plantio direto.


Imagem 5. Plantio direto. Foto: Hugo Leonardo Marques de Oliveira.

A matéria orgânica no solo

Solos com “qualidade” apresentam elevado teor de matéria orgânica, e um equilíbrio entre as formas estáveis de mineralogia da MO (SILVA & MENDONÇA, 2007).

A matéria orgânica sofre grande influência do clima e das características físicas e químicas do solo. As partículas de argila, de maior textura, melhoram e aumentam a estabilidade dos substratos orgânicos e a parte microbiana. Sendo assim, solos com maior teor de argila têm maior proteção de matéria orgânica.

Nas áreas de Neossolos Quartzarênicos, a formação de palhada é fundamental para proteção dos solos contra erosão, pois ela reduz a velocidade de infiltração da água das chuvas e também a evapotranspiração.

Com uma boa palhada em cobertura, é possível diminuir a temperatura do solo, evitando o damping off e o estrangulamento, causados pelas altas temperaturas no solo em plantas recém-emergidas.

O acúmulo de resíduos orgânicos sobre o solo, a médio e a longo prazo, poderá aumentar o teor de matéria orgânica, que é a principal responsável pela troca de cátions nos solos arenosos. Isso contribui para maior retenção de água no solo, e de nutrientes como potássio, manganês, magnésio, cálcio, enxofre, entre outros.

Práticas para conservar o solo

A adoção de boas práticas para conservar o solo, são imprescindíveis para o sucesso no manejo de Neossolos Quartzarênicos, da mesma forma que há determinadas práticas que você deve evitar.

Práticas que você deve evitar, pois degradam o solo:

  1. Uso inadequado de grade e arado;

  2. Pisoteio e tráfego excessivo de máquinas pesadas;

  3. Não realizar rotação de culturas;

  4. Extração superior a reconstrução e manutenção da fertilidade.

Práticas que vão beneficiar a conservação do solo:

  1. Plantio direto;

  2. Rotação de cultura;

  3. Cobertura verde;

  4. Aporte de palhada (imagem 5);

  5. Integração lavoura-pecuária (imagem 6);

  6. Utilização de cultivares em cobertura que forneçam uma boa matéria seca, como milho, milheto, braquiárias, crotalarias, nabo, mucuna-preta, pé-de-galinha, feijão guandu, etc.

Existem diversificadas espécies que você pode utilizar para o incremento de MO, e consequetemente obter sucesso, entretanto, vai ser necessário avaliar se o solo é adequado.


Imagem 6. Acúmulo de palhada (cobertura do solo). Foto: Hugo Leonardo Marques de Oliveira


Imagem 7. Integração lavoura-pecuária. Foto: Hugo Leonardo Marques de Oliveira

A realização da adubação das culturas de cobertura ou “adubo verde” é fundamental para manutenção das características físicas do solo e para acréscimo de produção de matéria seca, promovendo desta forma, o aumento do aporte de palhada.

Vantagens da prática de uso de plantas para cobertura do solo

A prática de cobertura possui vários benefícios, entre eles estão:

  • A restituição de nutrientes perdidos por lixiviação (que podem ser resgatados pelas raízes, principalmente das gramíneas);

  • Incremento da Matéria Orgânica do solo que vai proporcionar a melhora das seguintes características fisico-quimicas-biológicas:

  1. Maior reserva de nutrientes;

  2. Aumento da CTC;

  3. Tampão pH;

  4. Adsorção específica;

  5. Estrutura do solo;

  6. Retenção de água;

  7. Temperatura;

  8. Fauna do solo;

  9. Atividade microbiana;

  10. Diversidade microbiana.

Recomendações

Práticas de cobertura do solo: as práticas de cobertura devem ser feitas logo após a colheita da lavoura, aproveitando o índice pluviométrico de cada região, para que a cultura de cobertura se estabeleça.

Semeadura antes da colheita: alguns agricultores, às vezes, semeiam a cultura de cobertura alguns dias antes da colheita e, com isso, ganham tempo e aproveitam mais as chuvas do período.

Rotação de culturas: é recomendado fazer a rotação de cultivares nas áreas de cobertura. Por exemplo: em um ano planta-se gramíneas e no outro planta-se leguminosas, sendo possível utilizar mais de uma cultivar em cobertura.

Escolha de espécies resistentes à rápida decomposição da palhada: devido às altas temperaturas e muita umidade nos meses em que chove na região dos Cerrados, onde se concentra a maior parte dos solos arenosos, acontece uma rápida decomposição das palhadas, o que dificulta, e muito, a manutenção de uma cobertura uniforme na superfície do solo, por isso a escolha de espécies mais resistentes à rápida decomposição da palhada é fundamental.

Prevenção contra o risco de queimadas: na região dos Cerrados, o período de estiagem ocorre dentro de uma média de 4 meses. Com isto, há risco de fogo em várias áreas, um agravante para a palhada deixada sobre o solo. Desta forma, deve ser feita a prevenção contra o risco de queimadas inesperadas (imagem 7).


Imagem 8. Solo após queimada. Foto: Hugo Leonardo Marques de Oliveira

Solos arenosos não são improdutivos

Salientamos que solos de cerrado ou solos arenosos não são sinônimos de solos inférteis ou improdutivos, eles apenas são mais propensos ao desequilíbrio de nutrientes e a reduzida quantidade de MO, uma vez que este fator está relacionado a rocha de sua formação e a ação de fatores climáticos, como o intemperismo, sofrido nestas regiões. Portanto, vão exigir maior atenção e adubações adequadas.

Na maioria das vezes, recomendamos que a adubação seja feita de forma constante, parcelada e equilibrada, sendo necessário um gerenciamento e uma análise das condições locais, da cultura, da cultivar e dos resultados vislumbrados, como uma projeção futura de manutenção da saúde e da vida desses solos.

Ficou com alguma dúvida sobre o manejo de solo arenoso ou tem alguma sugestão de conteúdo que você queira ler no blog? Envie suas perguntas e sugestões no espaço abaixo, participe!

por Adilson Policena dos Santos
Engenheiro Agrônomo pela UFRGS (2006). Possui experiência em condução de ensaios a campo em parceria com universidades e fundações de pesquisa para as culturas do milho, sorgo e soja, geração e desenvolvimento de informações técnicas e treinamentos e palestras. Atualmente é Supervisor de Serviços Técnicos para as marcas de sementes da Corteva Agriscience, atuando no estado de Goiás.

por Paulo Capistrano Dias Tomé
Engenheiro Agrônomo, formado pela Escola Superior de Agronomia de Paraguaçu Paulista (ESAPP). Possui experiência no manejo das culturas de soja, milho, algodão e girassol. Atualmente é Agrônomo de Campo na Corteva Agriscience™.

Referências
1CAETANO, Jander; BENITES, Vinicius; SILVA, Gilson; Silva, IVO; ASSIS, Renato; CARGNELUTTI FILHO, Alberto. Disponível em: Dinâmica da matéria orgânica de um Neossolo Quartzerênico de Cerrado convertido para cultivo em sucessão de soja e milheto. Acesso em 18/06/2019
2CARDOSO. José Alberto Ferreira, LIMA, Augusto; CUNHA, Tony; AMARAL, André; OLIVEIRA NETO, Manoel; HERNANI, Luiz C. Disponível em: Carbono orgânico nas frações humificadas da matéria orgânica de solos arenosos sob cultivo de mangueira no semiárido Brasileiro. Acesso em 18/06/2019
3SILVA, I.R. & MENDONÇA, E.S. Matéria orgânica do solo. In: NOVAIS, G.N.; ALVAREZ V., V.H.; BARROS, N.F.; FONTES, R.L.F.; CANTARUTTI, B. & NEVES, J.C.L., eds. Fertilidade do solo. Viçosa, MG, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2007. p.275-374.
4RESENDE, A. V. et al. Solos de fertilidade construída: características, funcionamento e manejo., n. 156. Dez. 2016. Disponível em: Informações Agronômicas. Acesso em: 28/06/19.
5SILVA JÚNIOR, J. da. Matéria orgânica do solo em sistemas de produção agrícola e cerrado do oeste baiano. 2019. 80 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: Matéria orgânica do solo em sistemas de produção agrícola e cerrado do oeste baiano.. Acesso em: 28/06/19


71978 visualizações
 

 Comente

 
Nome  *
E-mail  *
Estado  *
Cidade  *
Código de segurança  *

Comentário  *
* Campos Obrigatórios
Atenção:

• Todos os comentários feitos neste Blog passam pela moderação de administradores e assim que possível serão publicados.

• Lembramos que os comentários postados são de responsabilidade do usuário e não representam necessariamente a posição da DuPont Pioneer sobre o assunto em discussão.

  • Comentários (60)

MARCOS ANTÔNIO SCHLEMMER

8/9/2020 1:25:27
GOSTEI MUITO JÁ QUE ESTOU COM UMA FAZENDA DE MAIS DE 6 MIL HECTARES E COM 4500 HECTARES PRA LAVOURA EU GOSTARIA MUITO QUE ME ORIENTASSEM COMO DEVO CORRIGIR O SOLO E QUE TIPO DE PASTAGEM USAR PRA FASER O PLANTIO DIRETO? O BRAÇO OBRIGADO.
Blog Agronegócio em Foco
10/9/2020 8:43:50
Tudo bem, Marcos? Muito obrigado pelo seu comentário. Um representante do mercado de pastagem entrará em contato com você. Forte abraço!

Bruno de Camargo guedes

25/8/2020 21:55:50
Olá, boa noite? Bom estou com intenção de adquirir, uma propriedade no município de coxim, o teor de argila deu 15% a 18%. Minha questão é saber se este solo e bom para pastagens ou lavoura. Se poderem me ajudar desde já agradeço!
Blog Pioneer
9/11/2020 11:59:21
Tudo certo, Bruno? Agradeço sua participação. Sobre a sua pergunta, é importante que você busque um órgão de pesquisa da sua região que irá poder te auxiliar melhor. Caso tenha alguma outra dúvida sobre o conteúdo, estarei à disposição. Abraço! Adilson

Emerson Leandro goffi

14/8/2020 18:41:38
Boa noite.. Eu tenho um terreno media de argila dele 12 a 18 esses adubo tipo fósforo yoorin que tem liberação mais lenta mais através de ácidos fracos do solo e das raízes.. seria um adubo bom pra esse tipo de solo arenoso
Blog Pioneer
9/11/2020 11:44:31
Emerson, tudo bem? Muito obrigado pela sua pergunta! Primeiramente a interação entre a parte química, física e biológica de sua propriedade é que vai proporcionar ao Sr. a construção da Fertilidade do solo. Quanto a produzir em um solo de 12 a 18% de argila, sim, é possível quando conseguimos “construir a fertilidade deste solo” e em condições ambientais favoráveis; e quanto a fonte de fósforo é uma escolha do produtor. Espero ter conseguido responder sua dúvida. Abraço! Adilson

Vainer Dias Gomes

20/6/2020 9:05:28
Olá, em primeiro lugar gostaria de agradecer pelo excelente blog, que já esclareceu muitas dúvidas minhas em relação à utilização dos diversos tipos de solos. Minha dúvida é como "melhorar"a qualidade de um solo considerado piçarra. Onde posso beber da fonte de informações que possam saciar minha sede? Desde já o meu MUITO OBRIGADO!!! Grande abraço e PARABÉNS pelo trabalho!!! Vainer
Adilson Policena
23/7/2020 9:53:30
Prezado Vainer, muito obrigado por entrar em contato com o nosso blog e fico feliz que tenha gostado do conteúdo. Sobre a sua dúvida, acredito que alguns órgãos regionais ou a EMBRAPA podem ser uma fonte de consulta. Grande abraço! Adilson Policena

adilson moretti

20/5/2020 19:01:58
Tenho uma area de terra em MT no munic: de Ponte branca,de 2265 hectares, de argila de 11.26%, e materia organica e de 21,0 e com o ph de 4.30 , quero saber se tem possibilidede de plantio de soja e milho na safrinha. SE for possivel quero uma horientaçao com mais detalhe. OBRIGADO E AGRADEÇO.
Adilson Policena
17/7/2020 11:03:53
Prezado Sr. Adilson Moretti, Primeiramente obrigado por entrar em contato conosco. Para uma análise mais completa e precisa de sua área, seria importante termos mais algumas informações como uma análise completa do seu solo, a distribuição de precipitação anual da sua propriedade, e assim, inferir com mais critérios técnicos uma recomendação para gerenciamento da área. Realmente, pelo dado de textura de solo é bem arenoso (11,26%), e pelas características da região a matéria orgânica deve ser 2,1%, mas certamente com o uso da técnica correta podemos contribuir na melhora das partes química, física e biológica de sua propriedade. Abraços, Adilson Policena

Luiz Fernando Rodrigues

24/4/2020 19:27:07
Texto muito ilustrativo. Tenho uma pequena área de terra ( cerca de 2000metros quadrados) que apresentava características similares ao solo de cerrado, com uma pobreza em matéria orgânica, coberta de sopé. Estou aplicando essas táticas associadas a outras em termo de diversidade e o resultado está muito satisfatório. Valeu o texto para me enriquece ainda mais.

Aloísio Manoel de Sá

12/3/2020 18:22:50
Boa noite Tenho uma área com solo leve e quero plantar milho. Esta área foi desmatada recentemente e ainda n plantei nada, tenho muito esterco de galinha. O milho será irrigado. Qual variedade me indicam para produção de grãos?
Adilson Policena dos Santos
21/7/2021 13:33:46
Prezado Sr. Aloísio, Obrigado pela sua pergunta. Para a escolha de um híbrido para a sua região é muito importante, primeiramente, que fossem analisados os resultados de produtividade da sua região (vizinhos, cooperativas, instituições de pesquisas, etc), bem como a defensividade dos híbridos às principais doenças e também outros fatores ligados aos aspectos de manejo e ambiente. Dessa forma será possível escolher um híbrido que tenha um teto produtivo adequado ao seu investimento. Lembrando que o híbrido deve possuir Zoneamento Agrícola de Risco Climático para a região, informação que você pode obter no site do Ministério da Agricultura: http://www.agricultura.gov.br/assuntos/riscosseguro/riscoagropecuario/portarias/portarias Abraços, Adilson Policena dos Santos

elcimar martins de lima

30/7/2019 22:36:42
Boa noite Tenho terreno proximo porto seguro,bahia,muito arenoso. Peço orientaçao se posso plantar acacia mangium e trabalhar com pecuaria(leite).pretendo fazer irrigaçao e piquetes.
Blog Agronegócio em Foco
13/8/2019 15:13:50
Olá Elcimar! Trabalhamos com pesquisa, desenvolvimento e comercialização de sementes de milho, soja e sorgo. Neste caso, sugerimos que você busque uma empresa especializada em Acácia Mangium. Se pudermos esclarecer mais alguma dúvida, pode nos deixar um comentário. Abraço!

Ivan Claudio de Figueiredo

9/1/2019 23:13:37
Estou para adquirir uma propriedade em Cocos Bahia! Porém, estou muito preocupado, pois o solo é de Cerrado de pequi, muito arenoso, e ainda região semiárida, média 940 mm anuais, mal distribuidos, só no verão. Assim, conseguiria cultivar culturas ou pastagens de sequeiro com técnicas de plantio direto ou outras para solos arenosos?
Hugo Marques de Oliveira
21/1/2019 8:21:44
Oi, Ivan! Tudo bem? Muito obrigado pelo contato e leitura do post. Sobre a sua dúvida... solos arenosos não são um grande problema, desde que sejam bem manejados, e que você faça reestruturação com aporte de matéria orgânica. Porém, a questão de poucas chuvas e ainda mal distribuídas, isso sim, é um problema. Contra a natureza não há o que fazer! Minha sugestão seria trabalhar com pastagens, e se for partir para culturas anuais teria que ser no sistema de irrigação com pivô central. Além disso, trabalhe com estruturação neste solo. Abraço, Hugo.

PEDRO SATIRO LOPES

2/1/2019 20:28:26
Quer plantar feijão, milho, manga, batata, mamão e banana (um pouquinho de cada um). O que devo fazer, pois meu terreno é arenoso? Será possível melhorar meu terreno somente enterrando as folhas ali existente antes de plantar?
Hugo Marques de Oliveira
21/1/2019 8:44:16
Oi, Pedro! Se você for plantar no sistema de covas, sugiro pegar esterco e o resto das folhas (compostagem) igual ao que você propõe na sua pergunta. Caso queira plantar em área total e recuperar, faça uma boa calagem gessasem de acordo com a análise de solo. Abraço, Hugo.

Silvani Basilio da Silva

22/12/2017 12:20:06
Meu pai mora em uma região do agreste de Pernambuco com solo muito arenoso, toda a vida fez adubação com matéria orgânica (Fezes de aminais). Tem como fazer uma adubação diferente, criar matéria orgânica neste solo, apesar de chover em média 4 meses por ano, mas fazer com que o solo absorva o máximo essa chuva, fazer rotação de culturas? Eu sei que feijão guandu, braquiárias, e milho nos meses de chuvas tem uma produção estável, não é melhor porque ainda plantam de forma errada, com espaçamentos muitos longos e acho que adubação incorreta. Tem solução esta região com o uso da tecnologia para plantio nos dias de hoje? Chuva tem, mas não estar sendo aproveitada corretamente.
Hugo Marques de Oliveira
26/12/2017 8:27:12
Olá, Silvanir! O caminho é exatamente esse que você colocou. Para melhorar a matéria orgânica é fazendo rotação de culturas, apesar de só chover 4 meses no ano. Você não conseguirá fazer duas culturas no ano, porém, o ideal e fazer a rotação, 1° ano Braquiária, 2° feijão, 3° soja, 4° volta com a braquiária, e assim por diante, e pode usar adubação mineral de acordo com as análises de solo. Lembrando que para aumentar a matéria orgânica não e de um ano para o outro, leva vários anos ou até décadas para que isso ocorra. Abraços e bom final de ano!

Marcos Rogério do Couto

9/11/2017 23:37:34
Tenho uma área com este tipo de solo. Gostaria de saber como devo agir para formar pastagens. Que tipo de adubo e capim devo utilizar?
Hugo Leonardo Marques de Oliveira
13/11/2017 9:44:58
Bom dia Marcos A adubação vai depender da análise de solo. Você deve priorizar os adubos fosfatos e, preferencialmente, os naturais, provenientes de rocha como Araxá Gafisa etc, que possuem liberação lenta no solos. A adubação com potássio também é importante, e como manutenção, adubações nitrogenadas no períodos de chuvas. Para capim, recomendamos utilizar as Brachiárias devido ao seu enraizamento mais agressivo. Abraços Hugo Leonardo Marques de Oliveira Gerente de Conta da DuPont Pioneer no MT.

Andreas Facchini

1/4/2017 17:27:12
Boa tarde, estou querendo adquirir uma terra de 900 hectares. A análise do solo deu 9% de teor de argila. Gostaria de saber se posso plantar soja e milho e como melhorar este solo em tudo. Na região tem um gaúcho que já produz soja e o solo dele é de 8% de argila. Me ajude, por favor. Obrigado!
Hugo Oliveira
4/4/2017 10:33:52
Olá! Sim, é possível plantar soja e milho desde que se trabalhe bem estas áreas. A área ideal para plantio de soja e milho seria acima de 20% de argila, porém, em todo o Brasil existem agricultores que plantam em solos abaixo de 20% de argila. O que deve ser feito para melhorar esta área é construir o perfil do solo com calcário, fósforo e aportar matéria orgânica, com a formação de muita palhada. E, para isto, deve-se fazer a calagem, correção de fósforo e potássio de acordo com o que é pedido nas análises. Depois de corrigido, o ideal é plantar capim braquiária no primeiro ano, junto com crotalaria e milheto. No segundo ano dessecar e planta soja, e logo em seguida, entrar com o milho safrinha. Abraço, Hugo.

tiago

26/1/2017 21:35:08
Boa noite. A minha duvida é a seguinte: Vocês falam de plantar milho ou soja e depois fazer o plantio de palhada, mas aqui meu solo é bem arenoso e quando colhemos a soja, a chuva já termina e não dá tempo de uma brachiaria vir a vigorar, é difícil para fazer palha. Somente nas primeiras áreas que colhemos é que plantamos milheto. Tem anos que até dá colheita, tem anos que nem vem direito. Como faço para ter e fazer uma boa palhada que garanta cobertura para próxima safra?
Hugo Oliveira
6/2/2017 8:13:25
Olá, Sr. Tiago! Em casos como este, quando não se consegue fazer uma segunda safra, o ideal e que se faça rotação de culturas no verão. Por exemplo: 1º ano, soja; 2º ano, milho; 3º ano, braquiária; 4º ano, soja; e assim sucessivamente. Abraço, Hugo.

Edwilson Lopes Bezerra

10/12/2016 19:30:39
Boa noite! Gostei da matéria, muito interessante e gostaria de aplicar na minha propiedade. Minha propiedade possui solo arenoso e é muito pobre de nutrientes. Gostaria de saber como iniciar a implantação do sistema lavoura-pecuária, sabendo que na minha área possui uma grande quantidade de mato ou ervas daninhas. Como começar? Devo limpar toda área e aplicar o calcário? Ou simplesmente aplico como está, cheio de mato? Gostaria de saber o primeiro passo a se fazer e como iniciar a semeadura. Obrigado!
Hugo Oliveira
16/12/2016 13:27:27
Caro Sr. Edwilson! Pelo que entendi de sua descrição, as suas áreas são com pastagens degradas e com certa quantidade de ervas daninha. Correto? Desta forma, o senhor deve fazer, primeiramente, a correção com calcário, que pode ser feita de várias formas: 1°) Grade 32”; 1°) Mão calcário de acordo com as análises de solo; 1°) Catação de raízes e paus; 2°) Grade 32”; 2°) Se as análises de solo pedirem mais de 3 t/ha, é bom dividir em 2 aplicações; 2°) Catação de raízes e paus. 3°) Grade 28”; 3°) Catação raízes e paus; 1°) Niveladora; 1°) Milheto; 4°) Se houver necessidade catação de raízes e paus. Plantio de soja, ou milho ou algodão etc. Colheita do cereal. Plantio de capim a lanço, via avião ou esparramador terrestre. Agora, se as tuas áreas já forem lavoura, e só repor o calcário que falta a lanço em superfície, dessecar e plantar soja. Depois da colheita, plantar capim, ou então fazer em consórcio milho safrinha com braquiária. Fica muito bom também. Abraço, Hugo.

Mauricio

1/12/2016 17:33:30
Boa tarde, gostei da matéria, muito interessante. Estou com 12 ha de café de 1 ano, solo muito pobre e arenoso. Plantas com muita deficiência nutricional. Tem mais algo que posso fazer para ajudar no manejo? No aguardo e agradeço.
Hugo Leonardo Oliveira
5/12/2016 14:47:33
Olá, Sr. Mauricio! A DuPont Pioneer não trabalha com a cultura do café, por isso, não nos sentimos confortáveis em lhe passar este tipo de informação. Sugerimos que procure órgãos de pesquisa regionais ou até mesmo empresas focadas na cultura do café. De qualquer forma, acredito que se fizer uma boa correção no solo, trabalhar com aumento de matéria orgânica, plantar culturas anuais nas entrelinhas para tentar aumentar a palhada e, consequentemente, o teor de matéria orgânica, realizar integração agro silvo pastoril, adaptados à sua região, terá bons resultados. Abraços!

Adson

28/8/2016 21:57:30
Boa noite. Sou iniciante como produtor. Acabei de instalar 04 aviários para criar 140.000 pintos. Numa chácara com 50ha. Podendo explorar 30ha. O solo e muito arenoso. Já confirmado análise laboratorial. Pretendo corrigir e adubar com cama de frango para cultivar milho. Gostaria de contar com a consultoria suas pra ser mais assertivo. Desde já agradeço.
DuPont Pioneer
29/8/2016 8:12:14
Prezado Sr. Adson, passaremos o seu contato para um de nossos representantes comerciais e dentro de alguns dias ele entrará em contato para maiores informações. Atenciosamente, DuPont Pioneer.

Valdemir Fernandes de Almeida

4/8/2016 12:21:10
As informações são todas valiosas para o solo pobre em matéria orgânica (MO) e solos que não tem argila suficiente para reter a àgua. Solos assim são em alumínio (AL), TÓXICOS para planta.

Benedito Ribeiro Alves de Sene

3/8/2016 14:44:54
Na área em que trabalhamos, é alta a presença de Buva, pé-de-galinha, e já está entrando o capim amargoso. Primeiro: visando o controle da Buva e do capim amargoso, seria interessante fazer o controle químico e formar uma palhada densa afim de dificultar a emergência destas plantas? Segundo: Para a manutenção de uma cobertura vegetal mais prolongada durante o intervalo entre a colheita e o novo plantio, no caso de usar uma braquiária, qual seria a mais indicada (Cerrado), sabendo que não temos a possibilidade de integração com pecuária?
Hugo Leonardo Marques de Oliveira
8/8/2016 8:57:03
Olá Benedito. Quando se faz uma boa palhada, o correto é manejá-la com Herbicida para eliminar as plantas daninhas. No caso das plantas daninhas citadas acima, o ideal é que se escolha e aplique herbicidas a que estas plantas não sejam tolerantes. No segundo questionamento, as mais utilizadas são as Ruziziences, Braquiarão e, alguns produtores, já estão utilizando Mombaça, sendo que este é mais difícil de manejar sem a integração lavoura e pecuária. Como você não usa o gado para o pastejo, sugerimos que você faça um consórcio com as braquiárias, com crotalaria fixadora de N no solo, nabo forrageiro, ou até mesmo com milheto, e deixe a massa no campo até o próximo plantio. Abraço, Hugo.

Jose Abs Sobrinho

2/8/2016 14:39:34
Sugestão para retenção de umidade em solos arenosos. Veja no Youtube - Subsolador Introdutor de Manta Aberta - SIMA. Este método foi testado na Embrapa Petrolina e Embrapa Jaguariuna. Fico as ordens para eventuais questões.
Página: 1 de 2    Anterior   Próximo
 

 Posts Relacionados

 
 

 DuPont Pioneer no Facebook

 
​​​​​
 

 Informações Técnicas

 
Receba informações técnicas da DuPont Pioneer. Cadastre-se
 

 Sugestões

 
Deseja enviar uma sugestão de pauta para o blog? Clique aqui e preencha o formulário
 

 Núvem de Tags