Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Navegar para Cima
Logon
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Blog / ViewPost

Uso de herbicidas na cultura do sorgo

29
mai
2020
Sorgo

Um grande entrave para o desenvolvimento da cultura do sorgo, devido a sensibilidade dessa cultura à grande maioria dos graminicidas comercializados, é a dificuldade no manejo de plantas daninhas.

As perdas de produtividade causadas pela matocompetição pode atingir em torno de 35% na fase inicial de implantação da cultura, principalmente nas primeiras quatro semanas quando não conduzida com eficiência, podendo alcançar até 70% se não utilizado nenhum método de controle.

Segundo Norris (1980), a presença de 175 plantas por m2 de Echinochloa crusgalli pode reduzir a produtividade do sorgo granífero em 52%. Para Moore et al. (2004), o incremento de uma planta de Amaranthus palmeri por m2 pode proporcionar reduções de até 1,8% no rendimento dessa cultura. Em relação ao sorgo forrageiro, a matocompetição pode reduzir de 18 a 80% da produção de forragem (Andres et al., 2009).

Faltam trabalhos de pesquisa no Brasil no que se diz respeito aos herbicidas x sorgo. Portanto, visando o crescimento da cultura do sorgo no Brasil é fundamental o desenvolvimento e a identificação de herbicidas para aplicação em pós-emergência com boa ação sobre as gramíneas com seletividade para a cultura do sorgo.


Gráfico 01. Efeito da competição de plantas daninhas na redução da produção de grãos de sorgo
(Fonte: modificada de SILVA et al.,1986).

Métodos de controle

Dentre as formas para o controle das plantas daninhas na cultura do sorgo, podemos citar alguns métodos de controle para auxiliar no manejo:

Controle preventivo

Objetiva evitar a entrada ou disseminação de plantas voluntárias dentro da área de produção através de sementes contaminadas, máquinas e animais.

Controle cultural

Esse tipo de controle é baseado em práticas agrícolas onde a cultura é favorecida pela diminuição das plantas invasoras através de por exemplo: espaçamento entre as linhas, densidade de plantio, época de plantio, uso de cobertura morta, etc permitindo que a cultura possa ser mais competitiva

Controle mecânico

Esse método é considerado comum no manejo de plantas daninhas em áreas menores, e se consiste na utilização de cultivadores que podem ser com tração animal ou tratorizado. É considerado incompatível em relação ao sistema de plantio direto pelo revolvimento do solo restringindo o sistema convencional como aração e gradagem.

Controle químico

O sorgo apresenta normalmente uma maior suscetibilidade aos graminicidas comparado ao milho, limitando o uso do controle químico como principal ferramenta no manejo de plantas daninhas na cultura.

Com a utilização correta no uso de herbicidas haverá um eficiente controle, não causando danos à cultura. Devemos levar em consideração o conhecimento da seletividade do herbicida para a cultura e sua eficiência no controle das espécies na área a ser cultivada.

Importante sabermos que o uso de herbicidas representa um custo de produção alto e será recomendado para lavouras de médio/alto rendimento.

Dentre os produtos registrados para o controle de plantas daninhas podemos destacar a utilização de produtos a base de atrazine em pré-emergência em áreas pouco infestadas de gramíneas.

Também temos a opção de sua utilização em pós-emergência associado a óleo vegetal (formulação pronta) ou óleo mineral em mistura de tanque, trazendo possibilidades de controlar as folhas largas (dicotiledôneas).

Infelizmente na cultura do sorgo não há opções de produtos registrados para o controle de folhas estreitas. Isso nos leva à necessidade de uma boa dessecação da área em pré-plantio e/ou cultura anterior que nos permita o plantio livre da matocompetição, principalmente nos estádios iniciais da cultura.

Confira abaixo a lista de herbicidas registrados na cultura do sorgo:

Herbicidas recomendados e registrados para o controle pré e pós-emergente de plantas daninhas na cultura do sorgo.
Princípio ativo Produtos comerciais Dose (kg/ha) Aplicação1
Atrazine Atrazina Nortox 500 SC 3,0 a 6,5 Pré e Pós
Atrazinax 500 3,0 a 6,5 Pré e Pós Pré e Pós Pré
Gesaprim GrDa 2,0 a 3,0 Pré e Pós Pré e Pós Pré
Gesaprim 500 2,0 a 5,0
Herbitrin 500 BR 4,0 a 8,0
Proof 4,0 a 5,0
Siptran 500 SC 3,4 a 6,2 Dessecação/ Pósd
Extrazin SC 3,6 a 6,2 Pré
Atrazine + Pós
Simazine Pós
Diquat Reglone 1,5 a 3,0 Pré Pré
2,4 D Herbi D-480 3,0 a 4,5 Dessecação/ Pósd
Linuron Afalon SC 1,6
Simazine Herbazin 500 BR 3,0 a 5,0
Sipazina 800 PM 2,0 a 5,0
Paraquat Gramoxone 200 1,5 a 3,0

Quadro 01. 1Pré = pré-emergência; Pós = pós-emergência; Pósd = pós-emergência dirigida.

Considerações finais

Uma das característica dos herbicidas é a sua capacidade de degradação total ou parcial que vai variar de acordo com a sua estrutura química e condições edafoclimáticas. Alguns herbicidas podem deixar resíduos no solo e prejudicar o desenvolvimento das culturas em sucessão, nesse caso o sorgo.

Podemos citar como exemplo de resíduos que afetam a cultura do sorgo: dinitroanilinas (pendimethalin e trifluralin) ou imidazolinonas (imazaquin e imezaethapyr) que reduzem o sistema radicular e a produtividade.

Referências
1Comunicado Técnico 175, ISSN 1679-0472, Abril, 2012 Dourados, MS
2Encarte do Informações Agronômicas número 100 – Dezembro/2002



por Fabricio Ferreira Viana
Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal de Viçosa. Possui experiência em desenvolvimento de produtos e em coordenação de equipes de agronomia. Desde 2004 trabalha em grandes empresas do setor agrícola. Atualmente é agrônomo de produto na Corteva Agriscience™, onde desenvolve atividades voltadas para o desenvolvimento de novos produtos de milho, soja e sorgo.
11057 visualizações
 

 Comente

 
Nome  *
E-mail  *
Estado  *
Cidade  *
Código de segurança  *

Comentário  *
* Campos Obrigatórios
Atenção:

• Todos os comentários feitos neste Blog passam pela moderação de administradores e assim que possível serão publicados.

• Lembramos que os comentários postados são de responsabilidade do usuário e não representam necessariamente a posição da DuPont Pioneer sobre o assunto em discussão.

 

 Posts Relacionados

 
 

 DuPont Pioneer no Facebook

 
​​​​​
 

 Informações Técnicas

 
Receba informações técnicas da DuPont Pioneer. Cadastre-se
 

 Sugestões

 
Deseja enviar uma sugestão de pauta para o blog? Clique aqui e preencha o formulário
 

 Núvem de Tags