Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Navegar para Cima
Logon
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Blog / ViewPost

Gestão econômica e financeira: ferramentas de transparência na empresa familiar

17
ago
2020
Agronegócio

Analisando a realidade das empresas familiares do Agronegócio ainda encontramos poucos produtores rurais trabalhando com a Gestão Econômica e Financeira (GEF) de forma organizada.

Inicialmente havia uma preocupação muito grande com a parte de custos - quanto custou o meu produto (soja, milho, gado, café, etc)? Nos tempos atuais verificamos que realizar a G.E.F. vai além de demonstrar o custo do que foi produzido, sendo muito importante para gerar informações e dar transparência aos sócios do grupo familiar.

Sob este ponto de vista que salientamos a G.E.F. é estratégica para a gestão do negócio propriamente dito, na apresentação dos resultados e tomada de decisões. Neste sentido, para aplicação prática, enumeramos cinco pontos principais na Gestão Econômica e Financeira da empresa familiar:

1. Fazer a gestão econômica e financeira de uma empresa familiar

Para aqueles que ainda não tem o hábito ou não anotam as informações de gastos e receitas, podem começar a fazê-los utilizando uma planilha eletrônica ou softwares. Existem vários softwares adaptados ao agronegócio para controles econômicos e financeiros.

Destaco que o importante no primeiro momento é não complicar de mais os controles. Como exemplo, não adianta querer saber o consumo de diesel por hora máquina, se ainda nem sabemos qual o gasto anual de diesel na propriedade.

Comece definindo o período de safra que será controlado, determinando um período de doze meses no qual se consiga pegar a maior parte das atividades com plantio e colheita dentro deste ciclo.

2. Principais ferramentas para a gestão econômica e financeira

Recomendamos que os produtores utilizem inicialmente algumas ferramentas como:
• Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE);
• Planejamento de Metas;
• Indicadores Financeiros;
• Balanço Patrimonial.

O Demonstrativo de Resultado de Exercício (DRE) nos trará a informação do resultado obtido na safra, analisada por atividade, do grupo familiar. Com ele conseguimos avaliar o Ebitda, a rentabilidade, a margem, o custo do produto, a produtividade mínima para cobrir os custos, entre outras informações relevantes para a gestão do negócio.

Já o planejamento de metas é uma ferramenta onde estabelecemos as metas de produtividade e custos para cada uma das atividades. Através dele conseguimos fazer uma projeção da expectativa de resultado da atividade e devemos ir acompanhando os valores realizados ao longo da safra, para corrigirmos o rumo em relação ao que projetamos.

Os indicadores financeiros nos dão uma referência da saúde financeira do grupo familiar. Vou destacar os três Indicadores que julgamos mais importantes na avaliação da saúde financeira:

a) Alavancagem financeira operacional: este indicador demonstra a dependência da empresa familiar em relação ao capital de terceiros (bancos, trading, fornecedores, etc) para cobrir as despesas com o custo desembolsado das atividades. Quanto maior este índice, maior é a dependência da empresa para realizar suas operações.

b) Dívidas de investimento no curto prazo/resultado: este indicador demonstra a relação entre os compromissos já assumidos com investimentos (parcelas de financiamentos de investimento, parcelas de investimentos, renegociação de dívidas, etc) em relação ao resultado anual da empresa familiar. Quanto maior este índice, maior é o risco do grupo familiar, uma vez que qualquer frustração de safra ou de preço do produto, pode gerar falta de capacidade de pagamento dos compromissos assumidos.

c) Custo financeiro/Ebitda: este indicador demonstra a relação entre os juros pagos sobre os recursos tomados de terceiros em relação ao Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortizações) da empresa familiar. Em alguns grupos familiares ao apurarmos este indicador, verificamos que a empresa familiar remunera melhor os terceiros (de quem se toma o crédito), do que os próprios sócios no grupo familiar.

Por fim, e não menos importante, o balanço patrimonial nos demonstra a real situação da empresa familiar com relação aos seus ativos (bens e direitos) e seus passivos (obrigações com terceiros e sócios).

Entre várias informações que o balanço patrimonial traz a evolução do Patrimônio Líquido, informação crucial e que deve ser acompanhada pelos sócios do Grupo Familiar.

Uma vez que ao interpretar o crescimento do patrimônio líquido, temos a demonstração de que a participação dos sócios no grupo familiar vem sendo valorizada ao longo dos anos.

3. Comparar os números obtidos com outros produtores

Tão importante quanto apurar os números do seu negócio, é também a comparação destes números com os de outros produtores. Sob o ponto de vista de gestão do negócio, isso é muito relevante pois, lhe mostra onde poderá trabalhar mais atentamente com custos (redução) ou para melhor produtividade.

Muitas vezes o gestor rural acredita que gasta muito em manutenção de máquinas e implementos, mas ao comparar os números da empresa familiar com a média, consegue entender qual a real situação, se acima ou abaixo da realidade do mercado.

É comum também realizar o controle da produtividade das lavouras e comparar com outros produtores, mas atente-se este índice de produtividade sozinho não é indicativo de rentabilidade, uma vez que pode estar produzindo com um custo elevado.

Ao conhecer quantos sacos de soja são necessários para pagar o pacote de insumos (sementes, defensivos e fertilizantes), assim como quantos sacos de soja são necessários para a operação (plantio, trato cultural e colheita), temos informações estratégicas que nos permitem planejar o crescimento do nosso negócio.

Por derradeiro, não adiantará apenas apurar os números, se não fizermos as análises críticas sobre estes, e concluir quais os pontos em que podemos melhorar. E certamente, todos os produtores têm algo a melhor no que diz respeito a custos.

4. Combinar entre os sócios qual o destino dos lucros

É extremamente necessário que se tenha clareza em relação a destinação que será dada aos lucros ganhos na safra. Este é um ponto crucial para toda empresa familiar.

De maneira geral, observamos que aqueles sócios que estão na gestão do negócio normalmente querem investir todo o lucro apurado, para dar velocidade de crescimento ao grupo familiar.

E aqueles sócios que estão fora da gestão, filhos que não trabalham na empresa familiar, normalmente querem distribuir a totalidade dos lucros apurados. Isto mostra a importância de ter previamente bem alinhado e combinado qual o destino dos lucros.

Quando se fala da distribuição de lucros cabe lembrar que não existe negócio que dure por muito tempo se não houver distribuição de lucros para os sócios. Ou seja, visando a longevidade do negócio temos que proporcionar um equilíbrio entre necessidades da família e necessidades de negócio.

Nós da Safras & Cifras procuramos orientar aos grupos familiares que definam previamente o destino dos lucros apurados:
• % para reinvestimento no negócio;
• % para distribuição entre os sócios;
• % para um fundo de reserva.

5. Reunião anual com o grupo familiar com a finalidade de demonstrar os números do negócio

Objetivando a união familiar e sucesso duradouro da empresa rural familiar, cremos que uma prática se faz necessária. Após o fechamento anual da safra é interessante que se realize uma reunião de prestação de contas para todos os membros do grupo familiar.

Mesmo aqueles que estão fora da gestão da propriedade, e principalmente porque não estão no dia a dia da operação do negócio, para que mantenham vivo o sentimento de participação e pertencimento ao Grupo Familiar, como sócios e não somente como familiares - filho(a), irmão(ã), primo(a), etc.

Nesta reunião é o momento para apresentar os números do negócio do grupo familiar, obtidos a partir das ferramentas já mencionadas. Também são aprovadas as distribuições de lucros, plano de investimento, entre outros assuntos de relevância para a empresa familiar.

Costumamos propor a seguinte reflexão: os pais passam boa parte de vida educando os filhos e por vezes esquecem de educar os filhos para serem seus sócios, e este é um desafio para toda a empresa familiar.

A reunião de fechamento da safra é um momento no qual geramos efetivamente a transparência com relação ao negócio do grupo familiar, assim como também propiciamos que todos possam dar sua opinião e tirar dúvidas.

Considerações finais

Transformar o patrimônio construído em toda uma geração com muito trabalho e dedicação em herança é fácil, todavia, difícil é a tarefa de transformar uma família em uma família empresária, mantendo a empresa familiar unida e com escala de produção.

Gostou do conteúdo? Confira também o nosso podcast sobre o assunto com o nosso gerente de marketing da Pioneer️ para o Rio Grande do Sul, Murilo Cerioli, e José Ney Irigon Vinhas, sócio e diretor da Safras & Cifras e consultor em sucessão familiar para empresas rurais. Clique aqui e escute agora mesmo o podcast sobre gestão econômica e financeira na empresa familiar.

Para garantir a excelência na sucessão familiar, confira também o nosso blog, gestão tributária é parte fundamental para a sucessão e a gestão da continuidade, clicando AQUI.

Deixe seus comentários e sugestões de conteúdos que você queira ver em nossas plataformas, a sua partipação é muito importante para nós! :)

por Safras & Cifras - Trabalhando por um Brasil que produz.
Há três décadas, trabalhamos para proteger o maior insumo do agronegócio: A harmonia da família. Especializados no Agronegócio, prestamos Assessoria e Consultoria programando o processo de Sucessão no negócio, implementação de práticas de Governança, e com as ferramentas de Gestão Econômica e Financeira e o Planejamento Tributário fazemos com que a semente plantada com bastante trabalho continue gerando frutos.
8309 visualizações
 

 Comente

 
Nome  *
E-mail  *
Estado  *
Cidade  *
Código de segurança  *

Comentário  *
* Campos Obrigatórios
Atenção:

• Todos os comentários feitos neste Blog passam pela moderação de administradores e assim que possível serão publicados.

• Lembramos que os comentários postados são de responsabilidade do usuário e não representam necessariamente a posição da DuPont Pioneer sobre o assunto em discussão.

 

 Posts Relacionados

 
 

 DuPont Pioneer no Facebook

 
​​​​​
 

 Informações Técnicas

 
Receba informações técnicas da DuPont Pioneer. Cadastre-se
 

 Sugestões

 
Deseja enviar uma sugestão de pauta para o blog? Clique aqui e preencha o formulário
 

 Núvem de Tags